Conheça a Capoeira Adaptada Inclusiva e o trabalho da Professora Ruffato



Há um tempo atrás escrevi o post A Capoeira Angola Enquanto Terapia, sobre como a capoeira angola foi introduzida como auxiliar no tratamento  de pessoas com depressão, pelos terapêutas do Grupo SOMA. Hoje irei falar sobre o excelente trabalho da professora Rosangela Ruffato, que desenvolve um projeto com pessoas portadoras de necessidades especiais, através da capoeira.

Profª Rosangela Ruffato








 

Rosangela Ruffato Pereira é formada em Educação Física e mestre em Ciências da Motricidade Humana. Professora de capoeira há mais de 35 anos, trabalha com crianças, jovens e adultos  portadores de necessidades especiais há mais de 20. Procurou adaptar os movimentos da capoeira convencional, dentro de cada necessidade ou limitação.

O trabalho 
Os alunos da professora Ruffato são portadores de deficiências das mais variadas como, deficiência intelectual, síndromes (principalmente a síndrome de down), deficiêntes físicos, autistas e portadores de paralisia cerebral.
São inúmeros os benefícios conseguidos através da capoeira adaptada, inclusive os de fundo intelectual, dentre eles a evolução nos estudos, por aumentar a capacidade e velocidade de aprendizado. Além disso, a capoeira desenvolve a coordenação motora, a capacidade de raciocínio, desenvolve o tônus muscular e quantidade de movimentos, aumenta a flexibilidade e a capacidade cardio-vascular.
  
Acompanhamento 
Reuniões com os pais dos alunos são feitas periódicamente, onde se percebe grande evolução em todos os sentidos da vida, principalmente no que diz respeito à vida social, por aumentar a auto-estima e fazer com que se sintam realmente incluídos na sociedade.

"Não coloquem seus filhos no armário"
Um alerta que a professora Ruffato faz é para que os pais não tenham vergonha dos seus filhos, que “não coloquem eles no armário”, por serem deficientes, mas incentivem os filhos a acreditar que são capazes de superar os seus próprios limites.

Aulas e cursos
As aulas da Professora Ruffato são divididas em duas turmas: infantil e adulto. Também são ministrados cursos para professores que se interessem em aprender a capoeira adaptada e trabalhar com pessoas portadoras de necessidades especiais. Os cursos e as aulas são gratuitos.
E-mail para contato: ruffatocapoeira@terra.com.br

Resumindo
A capoeira em si que já é sinônimo de vitória. Venceu os grilhões das senzalas, o preconceito, a marginalidade e a perseguição. E agora está ajudando jovens e adultos a vencerem seus obstáculos, a se sentirem incluídos na sociedade e a serem vencedores. Pratique capoeira, supere seus limites e viva melhor.



AXÉ

5N44J6C93CMB

Um comentário:

  1. Salve Capoeira!
    Professora, meu nome é Donizete. Sou Mestre de Capoeira na Cidade de Guarulhos (conhecido como Peixe; Grupo de Capoeira Negro Fujão), e como a senhora também sou formado em Educação Física, exerço a função na Secretaria da Educação do Estado de SP.
    Atualmente também realizo um trabalho com Capoeira Adaptada em uma instituição na cidade e com Capoterapia em um Centro de Referência do idoso além da Capoeira tradicional.
    Venho parabenizá-la pelo lindo trabalho que realiza.
    Sou um admirador de tão rica fundamentação.
    Estou terminando minha graduação em Psicomotricidade e Psicopedagogia para o próximo ano fazer minha pós em Educação Inclusiva com especialização em Deficiência Intelectual para poder me fundamentar melhor e aperfeiçoar o que aprendi levando assim melhor qualidade de vida ao próximo.
    São pessoas como a senhora que nos dá esperança para continuar.
    Que nosso criador possa abençoá-la com muitos anos de vida para que propague este maravilhoso trabalho pelo mundo. Axé!!!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário